fbpx

Como avaliar a saúde emocional dos colaboradores?

Vivemos um período, depois da chegada da pandemia, que requer muitos cuidados com a saúde mental. Incertezas, medos e fragilidade são palavras que descrevem bem o momento. Diante disso, você já parou para pensar em como anda a saúde emocional da sua equipe?

Nós, da Mapa, sabemos que muitos fatores, como o isolamento social, podem impactar na produção e no engajamento do time. Inclusive, a saúde mental pode ficar tão prejudicada a ponto de desenvolver um problema ocupacional, como é o caso do Burnout.

Sabendo disso, vale muito a pena investir em um diagnóstico profundo, que ofereça uma base de informações sólida. Por aqui, contamos com uma metodologia que permite entender pessoas através de ciência e dados. Isso pode auxiliar o setor de Recursos Humanos no cuidado com a saúde emocional no trabalho.

Na verdade, nunca foi tão necessário ficar atento às pessoas. Então, o que está esperando? Solicite uma apresentação completa em nosso site!

Como avaliar a saúde emocional dentro da empresa?

Sabemos que muitos fatores podem prejudicar a saúde emocional de uma pessoa. Estresse, ansiedade, problemas pessoais e momentos de crise na empresa são apenas alguns exemplos que ilustram o cenário. 

Inclusive, uma pesquisa feita pela Isma-BR mostra que a cada 10 trabalhadores, 90% sofrem hoje com algum tipo de ansiedade. Além disso, quase 50% têm algum grau de depressão.

Mas, antes de tudo, é preciso entender que saúde emocional não tem a ver, necessariamente, com doença. Mas, sim, como define a Organização Mundial da Saúde (OMS), com um estado completo de bem-estar físico, mental e social. 

Na MAPA, por exemplo, a saúde mental também diz respeito a uma análise de fatores protetivos. Por isso, é crucial investir em saúde emocional no ambiente de trabalho. Fazendo isso, além de uma equipe saudável, a empresa terá profissionais que se conhecem melhor, que se motivam, que são flexíveis e produtivos. 

Mas como avaliar a saúde emocional da equipe na empresa? A necessidade de ver de perto a saúde dos empregados ganhou notoriedade com a pandemia. Muitas vezes, ouvimos notícias sobre o aumento dos transtornos mentais neste período e isso deve ser visto com cuidado. 

Veja algumas dicas:

  • Mapeamento

Na MAPA, usamos o teste de personalidade para entender o estado de saúde emocional. Dessa forma, é possível perceber os indivíduos que precisam de auxílio e encaminhamento. Muitas vezes, pode acontecer de a pessoa precisar de ajuda psiquiátrica ou psicológica.

  • Conscientização

Da mesma forma, é essencial trabalhar com ações que visem à conscientização. Podemos fazer isso por meio de palestras preventivas sobre saúde mental e bem-estar, por meio de oficinas, rodas de conversa, dinâmicas de grupo, entre outras. Na verdade, o foco é que todos entendam por que devemos estar bem física e mentalmente.

Essas ações e campanhas possibilitam que a equipe aprenda a identificar e a evitar novos problemas de saúde emocional em sua rede. No caso das lideranças, é ainda mais relevante, pois elas precisam cuidar de si e de todo o time. 

  • Diálogo

Que tal criar uma rotina em que haja bastante diálogo? Sobretudo em tempos de pandemia, esse é um caminho eficaz. Igualmente, instituir encontros online é uma forma de acolher, entender a pessoa. E, até mesmo, deixar os dias mais leves. 

Se a empresa possui um setor de recursos humanos, melhor ainda. Assim, ela pode se valer dos profissionais da Psicologia para fazer uma boa gestão de pessoas de forma humana. 

  • Taxa de absenteísmo e turnover

Quando algo está ruim é comum que a equipe diminua a produção, comece a faltar no trabalho, atrasar ou mesmo a procurar outro emprego. Diante disso, o que fazer? 

Nesse sentido, o turnover também é um fator ligado à avaliação da saúde mental dos funcionários. Será que a sua empresa adota metas abusivas? Será que as cobranças estão muito rígidas? É algo a se observar.

O que fazer quando a saúde emocional está prejudicada?

A  princípio, se a empresa percebe alguns sinais, como rotatividade alta, equipe sem interesse, entre outros, é hora de agir. A saúde mental deve ser tratada com sutileza e cuidado. Nesse sentido, uma boa dica é se valer de um profissional do RH para ajudar nesse quesito.

Da mesma maneira, é preciso tentar entender os motivos pelos quais os funcionários se comportam de certa maneira, para, então, demonstrar apoio, conversar e agir para reverter a situação. É importante avaliar, também, a estrutura que a empresa oferece. Então, como está a distribuição de cobranças e recompensas? Da mesma forma, como anda o feedback a comunicação?

Se você é gestor, vale se perguntar: 

  • As metas que passo apresentam chances reais de cumprimento? 
  • Como estou eu converso com a minha equipe?
  • Sou uma pessoa centralizadora?
  • Eu elogio em público e faço críticas em particular?
  • Há intervalos para descanso?
  • O ambiente está tranquilo e leve?
  • Por fim, eu dou um retorno quanto às demandas?

Sabendo responder a essas questões, é possível melhorar o contexto e o ambiente de trabalho. Assim, essas ações contribuem para a melhoria do bem-estar e da saúde emocional

Como o MAPA pode ajudar?

Como vimos, colocar em prática a empatia é essencial nesse momento. Isso inclui, por exemplo, a busca de soluções para o bem-estar dos empregados. 

E é por isso que trabalhamos para ajudar empresas com uma solução de diagnóstico e acompanhamento, algo que somos referência no Brasil. Por fim, a nossa proposta é oferecer uma metodologia segura, dentro de regras estudadas e cientificamente verificadas.

Com o MAPA, é possível analisar pontos específicos, como vulnerabilidade. Também podemos verificar os pontos de força e possíveis mecanismos de estratégia e suporte que cada um possui para lidar com as adversidades e os obstáculos na vida diária.

Conheça as nossas soluções e faça da saúde emocional da sua equipe uma prioridade!

Wanessa Viegas

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Leia em primeira mão

Assine nossa Newsletter

Receba nossas novidades em sua caixa de email. Não enviamos span.

Artigos Relacionados