fbpx

Maio Amarelo: saúde física e emocional de motoristas pode prevenir acidentes

Sabemos que, no trânsito, a responsabilidade do condutor salva vidas. No Maio Amarelo, mês da conscientização para a redução de mortes no trânsito, trouxemos um assunto essencial para a sua empresa que possui motoristas no time. Como manter a saúde física e emocional do condutor? O cansaço do motorista pode causar acidentes?

A resposta para essa última pergunta é sim. De acordo com pesquisas, o cansaço, a postura incorreta e o estresse podem aumentar os riscos de acidente nas ruas, avenidas e rodovias. Diante disso, o que fazer?

Garantir a segurança no trabalho de forma a evitar tais acidentes deve ser o seu objetivo. Para isso, nada melhor do que entender o perfil da sua equipe. Assim, é possível pensar ações com foco no bem-estar rumo ao “zero acidente”.

E a MAPA Avaliações pode ajudar você nesta jornada. Entre em contato conosco e tenha em mãos um teste que entende pessoas e as suas relações com o trabalho por meio de ciência e dados!

Importância da saúde física e emocional no volante

Quem trabalha como motorista está exposto ao risco no dia a dia. É preciso saber lidar com o trânsito, com as vias com buracos, com a direção defensiva, entre outros aspectos cruciais para evitar acidentes. Mas, para ter êxito nas ruas, o condutor precisa estar com a saúde física e emocional em dia. 

Isso porque dirigir exige uma atenção enorme. Já viu o resultado de quem dirige com privação de sono? Pois é. Então, antes de pegar no volante, a pessoa precisa estar com uma rotina de sono regular. Da mesma maneira, deve se alimentar para evitar alterações fisiológicas. Por exemplo, a queda de pressão.

Sem falar da saúde mental, é claro. Além dos aspectos físicos, que envolvem qualidade do sono, boa alimentação, postura adequada, cuidar da mente também é primordial para o sucesso no trânsito. Como anda o nível de estresse do seu colaborador? Ele possui gosto por aventuras? Será que um indicador de teste de personalidade mostraria um perfil imprudente ou ansioso demais? 

Além disso, quando um motorista está desequilibrado e se descontrola com facilidade diante dos problemas no trânsito, sintomas físicos podem vir à tona. Sudorese, taquicardia, tremores, boca seca e enjoo são apenas alguns deles. 

Esses sintomas surgem quando o nervosismo está em alta. E, assim, podem prejudicar bastante o desempenho do motorista. Por exemplo, podem levá-lo a entrar em uma briga no trânsito, a dirigir com excesso de velocidade ou a outra ação que pode terminar em acidente.

De onde vem o cansaço físico e emocional?

O cansaço físico e emocional costuma ser fruto de uma fadiga crônica. Nesse sentido, ela pode vir de doenças como estresse e esgotamento. Isso pode acontecer em casos de Burnout, em situações onde há má distribuição entre horas de trabalho e descanso. Ou, ainda, por excesso de carga horária.

Nesses casos desenvolvem outros sintomas, além dos já citados, como:

  • Cochila em qualquer lugar;
  • Apresenta dificuldade para se concentrar;
  • Falhas de memória;
  • Sensação de corpo pesado.

No caso dos motoristas, isso é muito grave. Isso porque pode prejudicar o que chamamos de reflexo. Então, ele fica muito mais lento. Assim, a chance de o condutor se envolver em acidentes aumenta.

O que o motorista pode fazer para evitar o cansaço ?

Pensando nisso, algumas dicas básicas consistem em dormir bem, manter uma boa temperatura dentro do veículo e entender os sintomas. Além disso, é preciso ficar atento a qualquer sinal de desconforto físico e/ou mental. Confusão, câimbras e piscar com frequência são sinais de que algo não está indo bem.

Também vale a pena fazer pequenas pausas, pelo menos a cada duas horas, para se alongar esticar as pernas. O motorista ainda não deve se esquecer de se hidratar. Isso pois a falta de líquidos no corpo provoca queda de atenção, dor de cabeça e fadiga muscular.

Além disso, o condutor precisa realizar a regulagem do veículo antes de qualquer viagem. A boa ergonomia ajuda a prevenir dores musculares e problemas de coluna oriundos da má postura.

O que a empresa pode fazer para prevenir acidentes com os motoristas?

Agir de forma preventiva para diminuir comportamentos e condições inseguras é crucial para alcançar o “zero acidente”. Acidentes de trabalho geram custos graves na vida do acidentado. E, ainda, consequências financeiras e legais para a empresa.

Nesse sentido, você sabia que fazer um controle adequado de riscos ocupacionais é fundamental para sua empresa? A integridade da equipe contribui para manter um bom clima interno. Além disso, evita processos judiciais e garante saúde e qualidade de vida para o trabalhador. 

Ações

Veja algumas ações que a sua empresa pode adotar para diminuir os riscos de acidentes:

  • A princípio, submeter os motoristas a um teste para entender a sua personalidade;
  • Garantir que o veículo esteja com a manutenção em dia;
  • Realizar treinamentos com os motoristas. Aqui, a ideia é conscientizá-los sobre a importância de uma direção segura;
  • Ter uma definição estratégica de rotas, de modo que sejam seguras e eficientes;
  • Por fim, fazer um check list para vistorias.

Como a MAPA Avaliações pode ajudar a manter a saúde física e emocional?

Você deseja que o comportamento seguro faça parte dos valores da sua empresa? Então, conte conosco! Somos uma plataforma de avaliação e estruturação de dados para entendimento de pessoas no contexto do trabalho. Geramos dados para o RH e, assim, conseguimos dizer se aquele perfil apresenta, por exemplo, traços de personalidade ligados à imprudência, ansiedade, depressão e gosto por aventuras.

Como instrumento, temos o teste de personalidade MAPA. Ele avalia um conjunto de construtos organizadores da personalidade. Isso por meio de uma estrutura de fatores testada empiricamente no Brasil. Esses fatores estão relacionados a perfis de trabalho em empresas e incluem comportamentos de segurança, produtividade, relacionamento, regulação emocional, entre outros.

Também desenvolvemos o Inventário de Avaliação Psicossocial. Ela consiste em um questionário de autoavaliação. O objetivo é investigar características pessoais como saúde e bem-estar. Além disso, inclui características da organização do trabalho ligadas a recursos fornecidos e demandas de diversas naturezas do trabalhador.

Por fim, quer saber qual deles é o ideal para o momento da sua empresa? Sobretudo, deseja reduzir o índice de acidentes de trabalho com os motoristas? Quer aprender a melhorar a saúde física e emocional da equipe? Então, fale com a gente!

Wanessa Viegas

Compartilhe:

Leia em primeira mão

Assine nossa Newsletter

Receba nossas novidades em sua caixa de email. Não enviamos span.

Artigos Relacionados