fbpx

Performance review: como funciona?

A performance review, ou avaliação de desempenho, é crucial para o desenvolvimento da equipe. Na verdade, até mesmo da empresa como um todo.  Contudo, nos últimos anos, seu uso tem sido substituído por outras soluções.

Pensando nisso, fizemos este artigo. Como ela funciona? Quais são as suas fraquezas? Quais são as opções para melhorar essa avaliação da equipe? Quer saber mais? Então, continue lendo e confira!

O que é perfomance review?

De fato, a avaliação de desempenho vem sendo usada pelas empresas para avaliar o time no trabalho. A princípio, trata-se de uma técnica de controle. Ela costuma acontecer uma ou duas vezes por ano, por meio de um questionário.

Nesse caso, os indicadores vêm em escalas, levando-se em conta apenas o desempenho da equipe. Além disso, a performance se concentra em aspectos internos, com foco nos processos de produção e operação.

Por que ela está sendo substituída?

Esse sistema de avaliação foi feito há várias décadas. Isso sem ter sido revisto e atualizado conforme as mudanças que foram tendo dentro das empresas. Logo, tornou-se obsoleto.

Hoje, supervisões anuais ou semestrais são ineficientes para avaliar o desempenho de um ano inteiro de trabalho. O planejamento e a aplicação são morosos. Dessa forma, não apontam os pontos cruciais que precisam de melhorias. Também não há uma abertura para o diálogo entre gestores e equipe. Ou seja, acabam dando ênfase mais os processos do que os resultados.

O desempenho é avaliado apenas por superiores, tornando-se uma análise subjetiva conforme a opinião do aplicador. Além disso, ela é usada como instrumento punitivo ou de promoção. Isso conforme os resultados de cada pessoa. Porém, eles só têm acesso às suas notas e não a um feedback preciso.

Por tudo isso é que algumas empresas grandes já estão substituindo a performance review por outros métodos de avaliar seus colaboradores.

Qual é a melhor forma de avaliar a equipe?

A avaliação precisa acompanhar a evolução das empresas. Por isso, muitos gestores passaram a incluir outros indicadores. Por exemplo, as políticas da organização, as chefias, os clientes e a informação do sistema. Isso é crucial porque a interação da equipe com o ambiente interfere no seu comportamento.

Outra maneira de avaliá-los é usar a metodologia OKR. Trata-se de um conjunto de objetivos que define  o que a empresa pretende alcançar, com parâmetros concretos para se analisar os resultados atingidos pelos colaboradores.

Assim, os gerentes têm uma visão geral do progresso das metas, em tempo real. Isso permite abordar o trabalho das equipes enquanto ele ainda está acontecendo. É possível propor orientações e feedbacks, que contribuem mesmo para uma melhoria ativa dos processos internos.

Enfim, como podemos ver, a performance review é mais do que uma ferramenta gerencial: é um meio de garantir a sobrevivência das empresas. Por isso, é preciso manter esse processo sempre atual para garantir suas vantagens — e a metodologia OKR é uma boa opção para isso.

Então, gostou do nosso post? Quer melhorar o método de avaliação da sua equipe? Então, entre em contato conosco. Nós podemos ajudá-lo!

Somos experts em entender pessoas através de ciência e dados!

Equipe MAPA

Time de especialistas da MAPA

Compartilhe:

Leia em primeira mão

Assine nossa Newsletter

Receba nossas novidades em sua caixa de email. Não enviamos span.

Artigos Relacionados