Quais os benefícios do People Analytics e como aplicá-lo na sua empresa?

 

Você certamente já ouviu falar em People Analytics, o processo que coleta e analisa dados sobre o comportamento e o desempenho dos colaboradores, a fim de identificar tendências e basear a tomada de decisões da empresa.

Essa metodologia é extremamente eficiente porque dá uma visão clara da realidade da organização, permitindo que sejam avaliadas as verdadeiras causas da situação atual e favorecendo a construção de estratégias que resolvam o problema em sua origem.

Você quer entender melhor como o People Analytics pode ajudar sua empresa e como implementá-lo? Então, continue a leitura!

Quais são os benefícios da ferramenta na gestão de pessoas?

O People Analytics pode mudar totalmente a maneira como a gestão de pessoas é feita na sua empresa. Conheça 3 benefícios que essa abordagem oferece.

Melhorar o processo de recrutamento

Com as informações obtidas pelo People Analytics, é possível traçar um perfil do colaborador ideal para uma vaga, levando em consideração habilidades técnicas e comportamentais

Isso faz com que o recrutamento seja mais estratégico, com margem de erros menor e aumentando a retenção.

Avaliar o desempenho dos colaboradores

Por meio do People Analytics, o RH consegue ter uma visão muito mais clara da performance dos profissionais, identificando gaps e propondo mudanças e treinamentos que resolvam o problema. 

Manter os funcionários engajados com a empresa

A empresa precisa de informações suficientes para entender o que motiva suas equipes, pois, a partir do momento em que contar com profissionais engajados e dispostos a fazer o melhor, alcançará maior produtividade e retenção de talentos.

Como aplicar o People Analytics na empresa?

Podemos instruir a aplicação do People Analytics por meio de alguns passos, que, quando aplicados corretamente, trazem os resultados desejados.

Defina os objetivos

Antes de aplicar qualquer ferramenta ou metodologia, o Recursos Humanos precisa entender qual ponto pretende chegar. Definir os objetivos e a frequência dos dados faz com que o trabalho seja direcionado e tenha um embasamento sólido.

Colete os dados

Com o objetivo em mente, é hora de coletar os dados realmente relevantes e que atendam à meta definida na primeira etapa.

Organize, avalie e cruze os dados

Nessa etapa, as informações são avaliadas e comparadas. Aqui são aplicadas as métricas determinadas na primeira etapa e detectada a relação de dependência ou de ligação entre esses dados, fazendo com que todo o volume indique algum insight ou aponte um padrão.

É essencial o uso de um software de RH na terceira fase, afinal, o volume de dados é enorme, e uma boa ferramenta digital ajuda na comparação dessas informações e na construção de gráficos e relatórios.

Compartilhe as informações com a empresa

Obtidos os padrões e insights procurados, é hora de compartilhar o resultado desse trabalho com a empresa. Assim, os gestores conseguem tomar as decisões com mais segurança e alcançar os objetivos definidos no começo do processo.

Conhecendo um pouco mais sobre o People Analytics, seu impacto e como aplicá-lo, vale a pena refletir em quais aspectos da gestão de pessoas da sua empresa ele pode ser usado. Vale a pena lembrar que não se trata apenas da coleta de números, é necessário saber interpretar e analisar essas fontes para que o RH seja realmente assertivo.

Se você busca uma ferramenta para apoiar esse trabalho, entre em contato conosco e saiba como podemos ajudá-lo!

 

Equipe MAPA

Time de especialistas da MAPA

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

Categorias

Leia em primeira mão

Assine nossa Newsletter

Receba nossas novidades em sua caixa de email. Não enviamos span.

Últimos Artigos
Transformação Digital

Transformação Digital

Não é novidade que as ferramentas digitais influenciam e moldam a maneira como nós vivemos, nos comunicamos e trabalhamos, gerando grandes e diversas mudanças em