fbpx

Saúde e segurança no trabalho: custo ou investimento?

Mesmo sabendo dos inúmeros prejuízos que um acidente no ambiente corporativo pode trazer, muitas empresas ainda veem as ações de saúde e segurança no trabalho como um custo a mais, que pode ser adiado. É como se pensassem: “Isso não vai acontecer por aqui. Então, vou deixar para depois, quando a empresa tiver mais dinheiro”.

Porém, será que vale a pena deixar a segurança em segundo plano? Seria ela um gasto ou um investimento a médio e longo prazo? Na verdade, quando uma empresa cria um local de trabalho sadio e seguro, ela automaticamente já lucra com diversos benefícios. 

Para se ter uma ideia, o aumento da produtividade e a diminuição de custos com ações trabalhistas são apenas alguns exemplos. Então, que tal começar a pensar “fora da caixa” e entender, de uma vez por todas, a importância da segurança no trabalho? 

Conheça o teste de personalidade MAPA!

Uma ferramenta de análise de pessoas, onde você pode mapear com amplitude traços de personalidade da sua equipe. E, assim, pensar em estratégias de prevenção de acidentes!

A importância da segurança no trabalho nas empresas

Sabemos que toda pessoa que trabalha está exposta a diversos riscos. O colaborador pode se envolver em acidentes, desenvolver doenças ocupacionais, como o Burnout, ou mesmo sofrer uma fatalidade. E isso pode gerar custos graves tanto para o acidentado quanto para a empresa, que pode ter consequências financeiras e legais.

Vale pontuar que cada empresa expõe o funcionário a riscos diferentes, como físicos, químicos, biológicos, ergonômicos e de acidentes. Empresas que se enquadram no grau de risco 4, por exemplo, expõem o colaborador a um risco altíssimo. Sendo assim, as obrigações legais e os custos são muito maiores quando o assunto é saúde e segurança no trabalho.

Nesse sentido, a segurança no trabalho é muito importante. Na verdade, ela vai muito além de apenas prevenir acidentes. Uma área voltada para a segurança toma conta de diversas documentações, programas, laudos, sendo indispensável para o bom funcionamento das organizações.

Além disso, uma empresa que se importa com a segurança no trabalho costuma estar em dia com a legislação, o que evita multa e gastos desnecessários. Somando-se a isso, existem vários programas e ações voltados para a saúde e segurança do colaborador. A exemplo, podemos citar os programas de prevenção de riscos, o cuidado com a ergonomia, o uso de equipamentos de proteção, entre outros.

Objetivos

Por fim, podemos dizer que a segurança no trabalho existe para:

  • Garantir a integridade dos funcionários no momento em que eles estão em serviço;
  • Diminuir o número de riscos na execução de tarefas;
  • Aumentar a saúde do colaborador;
  • Diminuir as consequências para as empresas.

Em resumo, trata-se de uma via de mão dupla. Ou seja, tanto a empresa sai ganhando quanto a sua equipe. Isso porque, ao investir na segurança no trabalho, a empresa se previne também com o afastamento do colaborador, com despesas médicas, multas, danos materiais, ações, entre outros.

Acidentes de trabalho geram gastos 

Infelizmente, mais de cinco milhões de brasileiros foram afastados de seus trabalhos entre os anos de 2012 e 2020. Isso é o que mostram os dados do Observatório de Segurança e Saúde do Trabalho.

De acordo com o Ministério Público do Trabalho (MPT), o aumento crescente de acidentes de trabalho impacta no Produto Interno Bruto do país. Com isso, é possível dizer que a melhor forma de diminuir os custos é investir na prevenção de acidentes.

O problema é que muitos empresários possuem a visão simplória de que não devem investir em equipamentos e medidas de proteção. Tampouco na contratação e capacitação de pessoal de segurança do trabalho.

Porém, o fato é que as boas práticas refletem – e muito – no capital da empresa. Isso significa que quem paga menos impostos relacionados a acidentes e afastamentos preserva a economia da empresa.

Segurança no trabalho: custo ou investimento?

Diante disso, vem a pergunta: apostar na segurança no trabalho é custo ou investimento? O quanto custa não trabalhar a segurança física e emocional dentro da empresa?

De forma bem simples, custa muito. A depender do tipo de acidente de trabalho, a empresa pode sofrer multas e encargos, conforme já dito. Além disso, podemos somar os gastos com o afastamento e com a substituição do funcionário. Por vezes, é preciso contratar uma nova pessoa ou terceirizar o serviço. Tudo isso onera o custo operacional e, ainda, toma tempo do RH.

Isso sem falar dos custos maiores. Isso pois sabemos que acidentes no trabalho podem trazer mudanças nas vidas e atividades dos acidentados. Assim como impactos familiares, diminuição da qualidade de vida e até a morte.

Imagine, por exemplo, um cenário onde um funcionário da sua empresa sofreu um acidente de trabalho devido a um maquinário, isso pois não usava o equipamento de proteção individual. Depois de avaliação médica, constatou-se perda de movimentação devido a uma lesão de um nervo. Quanto isso pode custar? Já parou para pensar?

Benefícios

Em contrapartida, ao criar um ambiente seguro, a empresa pode lucrar com diversas vantagens. Entre elas:

  • Redução das faltas;
  • Menor índice de rotatividade;
  • Maior produção da equipe;
  • Diminuição do custo com acidentes;
  • Menos ações trabalhistas;
  • Maior qualidade do trabalho;
  • Melhor imagem da empresa etc.

Emocional

Isso sem falar do lado emocional. Afinal, sabemos que a pandemia trouxe um novo cenário. O número de afastamentos devido a transtornos em 2020 foi 26% maior do que em 2019. Esses são os dados da Secretaria Especial de Previdência e Trabalho. Nesse sentido, a segurança no trabalho gera um ambiente mais acolhedor e seguro, inibindo os riscos e mantendo a atenção do funcionário à tarefa.

Sendo assim, as despesas em ações com foco na saúde e na segurança do trabalho com foco na prevenção tornam-se um investimento. Isso porque evitam vários danos e prejuízos às organizações, seja no âmbito das finanças, na reputação, com o cliente, entre outros.

Na verdade, falamos em custo quando a empresa tira do bolso para cumprir a legislação ou mesmo quando as estratégias em relação aos acidentes é somente reativa. Porém, um investimento real em segurança no trabalho deve pensar além, pois deve, sobretudo, valorizar a vida.

Medidas de controle

Sabendo disso, vale reforçar que grande parte dos acidentes de trabalho pode ser evitada com medidas de controle. A empresa, com o auxílio da área de recursos humanos, pode investir na implementação de uma gestão de riscos como parte da cultura organizacional. Dessa forma, o risco passa a ser uma das peças a ser considerada na tomada de decisão.

Essas estratégias mantêm não apenas a saúde física, mas a saúde emocional dos colaboradores. Assim, a empresa alcança melhorias nas condições de trabalho, reduz acidentes e ainda contribui para o bem-estar, produtividade e desempenho.

Como a MAPA te ajuda a ter segurança no trabalho?

O nosso teste psicológico identifica traços de personalidade no colaborador. Além disso, o MAPA leva em conta as características sem se esquecer do contexto. Nesse sentido, avalia cinco grandes grupos:

  • Gestão;
  • Atividade;
  • Autogestão;
  • Relacionamento Interpessoal
  • Corporais e de Risco.

Com as análises, a empresa consegue entender, por exemplo, as disposições de comportamento de uma pessoa em sua rotina. Da mesma forma, busca saber mais sobre a disposição física e as habilidades de cada um.

Além disso, a análise de competências da MAPA oferece às empresas uma série de indicadores. Eles, por sua vez, são capazes de revelar comportamentos precipitados. A exemplo, aqueles que têm relação com a imprudência ou impulsividade.

Do mesmo modo, considera aspectos emocionais. Então, pode traçar a propensão a um certo tipo de comportamento devido a questões como vulnerabilidade, negligência e desânimo.

Por fim, o teste de personalidade traz várias informações relacionadas aos potenciais e pontos a desenvolver de cada um. E isso colabora com a segurança no trabalho de qualquer empresa.

Quer saber mais sobre as nossas soluções? Deseja ter acesso a resultados profundos com base em ciência e dados? Converse com um especialista e entenda o momento da sua equipe!

Wanessa Viegas

Compartilhe:

Leia em primeira mão

Assine nossa Newsletter

Receba nossas novidades em sua caixa de email. Não enviamos span.

Artigos Relacionados