fbpx

Saúde emocional ganha espaço dentro das escolas

Com a chegada da pandemia no mundo, um alerta foi ligado: como ficaria a saúde emocional no trabalho diante das mudanças? De fato, grande parte das pessoas ficou com a saúde mental prejudicada diante das dúvidas e fragilidades frente ao novo. 

No ambiente escolar não foi diferente. O período aumentou sintomas como ansiedade, medo, reflexões e estresse. E isso também afetou a área da educação. De um dia para o outro, os professores e gestores educacionais tiveram de adaptar as formas de trabalhar a um formato virtual. O resultado? Um misto de emoções.

Diante disso, surgiu a necessidade de trabalhar a saúde emocional dentro das escolas. Afinal, um ambiente saudável impacta na aprendizagem dos alunos. E, além disso, na vida do profissional da Educação. 

Hoje, as escolas estão voltando ao modelo presencial. Mas como fazer essa transição de forma certeira? A MAPA pode ajudar a sua empresa a entender quais aspectos estão alterados no colaborador. Assim, é possível obter dados para apostar na prevenção.

Que tal conhecer agora mesmo o nosso teste de personalidade? Entre em contato para saber mais!

Saúde emocional das escolas

A saúde emocional dos profissionais da educação é um assunto antigo. Porém, a cada dia, as equipes pedagógicas levantam essa pauta. Isso porque muitos deles tiveram que se readequar às novas maneiras de trabalhar, compartilhar conhecimentos e interagir. Com isso, veio um turbilhão de emoções.

Além de formar futuros cidadãos, o corpo docente enfrentou diversas sensações frente ao novo. Medo, estresse, falta de confiança, excesso de carga horária são apenas alguns exemplos. 

Alguns se sentiam sem valor, outros com pouco tempo de descanso. Tiveram os que disseram sobre as exigências e cobranças como pontos de desmotivação. Esses fatores acabam comprometendo o funcionamento da área da educação. Isso desde o ambiente e o relacionamento entre a equipe até o aprendizado dos alunos.

Pesquisas

Prova disso foram as pesquisas feitas com o corpo docente. Uma delas, foi feita pelo Instituto Península. Ela mostrou que, no período inicial da pandemia, sete em cada dez professores tinham a rotina muito ou bastante afetada.

Além disso, outros estudos mostram sintomas de depressão, ansiedade ou outros distúrbios menores. Vale lembrar que, quando a saúde está sob ameaça, ela pode se manifestar na capacidade produtiva. Além disso, no aumento de taxas de turnover, por exemplo.

Por isso, a saúde emocional no trabalho é crucial. Quando a equipe está saudável, ela produz mais. Ela também se motiva e traz mais resultados. No âmbito escolar, um professor saudável consegue passar um conteúdo melhor aos alunos. Isso além de criar maior vínculo com a turma. Além disso, não podemos nos esquecer do quão crucial a profissão é para a formação de cidadãos.

Vale lembrar que um professor de bem consigo tende a ter uma maior conexão e empatia com o aluno. Assim, pode acolhê-lo nos momentos em que for preciso. Isso significa que todos saem ganhando: professores, alunos, escola e o país. 

Portanto, a ideia é apostar na prevenção da saúde mental. Caso contrário, uma hora a conta chega.

Então, o que fazer?

Uma opção para garantir a saúde emocional dentro das escolas é: treinar professores e equipes. A Rhema Educação, por exemplo, faz um trabalho bem legal nesse sentido. Ela oferece pós-graduações e cursos on-line que trabalham a inteligência emocional tanto de professores, quanto de supervisores e coordenadores escolares.

Além disso, existem outras medidas em prol da saúde mental, como:

  • Fornecer as condições para que o professor possa exercer a sua função. Isso inclui salário justo e bons materiais. A exemplo, livros, apostilas e infraestrutura;
  • Oferecer uma gestão com foco no valor humano;
  • Ter suporte psicológico;
  • Oferecer um ambiente de trabalho que seja transparente;
  • Fornecer um ambiente flexível;
  • Oferecer momentos de relaxamento. Que tal ginástica laboral e meditação?

A Mapa também pode ajudar ao oferecer à equipe um teste completo. Assim, a escola se torna capaz de perceber competências para atividades, autogestão e relacionamento. 

Teste de Personalidade MAPA 

O teste de personalidade MAPA não mostra somente traços como ansiedade e estresse. Mas analisa uma série de fatores protetivos e de risco. Afinal, eles podem afetar em menor ou maior grau a vida de alguém no âmbito educacional. 

A avaliação pessoal permite analisar pontos de vulnerabilidade, por exemplo. Também é possível ver os pontos que cada um possui para lidar com os problemas na vida diária.

Na verdade, a nossa proposta é a de trazer uma metodologia segura, científica e dentro das regras. Afinal, nunca foi tão preciso ficar mais atento às pessoas. Ainda mais, sabendo de tudo o que estamos vivendo nesta pandemia. 

Por fim, quer saber mais sobre o teste que pode mudar a sua empresa? Então, clique aqui e converse com a nossa equipe!

Wanessa Viegas

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Leia em primeira mão

Assine nossa Newsletter

Receba nossas novidades em sua caixa de email. Não enviamos span.

Artigos Relacionados