fbpx

Teste de personalidade em motoristas: uma prática responsável

Imprudência, ultrapassagem em locais proibidos, excesso de velocidade. Todos nós estamos sujeitos a acidentes de trânsito, é verdade. Porém, alguns comportamentos podem aumentar a exposição ao risco. É por isso que, hoje, o Código de Trânsito Brasileiro posiciona a avaliação psicológica – inclusive o teste de personalidade – como exigência nos processos de obtenção, renovação ou mudança de categoria da CNH.

Aproveitando o Maio Amarelo, a proposta deste artigo é chamar a atenção das empresas que nos acompanham por aqui para o alto índice de acidentes, mortes e feridos no trânsito em todo o mundo. No ano passado, por exemplo, houve 11.647 mortes no trânsito em nosso país. Isso significa que, a cada dia, 32 pessoas perderam a vida em acidentes. 

Como reverter o quadro ou, ao menos, contribuir para diminuir esse índice? As empresas podem, sim, fazer a sua parte. Se a sua empresa tem motoristas no time, é possível reduzir a exposição a riscos com o teste de personalidade MAPA

Ajude a garantir a segurança dos que trafegam nas estradas. Converse com a gente e conheça as soluções da MAPA!

Índice de acidentes de trânsito no Brasil

Os acidentes de trânsito ainda preocupam o país. Apesar de terem caído na última década (30%), os números ainda são altos e estão entre os eventos que mais tiram a vida das pessoas. Em 2021, por exemplo, o Ministério da Infraestrutura computou 72 acidentes por hora no Brasil e 32 mortes por dia no trânsito.

A maioria deles, cerca de 90%, teve como causa a imprudência. Além disso, outras causas comuns foram:

  • Falta de atenção;
  • Desobediência às regras de trânsito;
  • Excesso de velocidade;
  • Consumo de álcool;
  • Defeitos mecânicos;
  • Desrespeito às distâncias de segurança;
  • Estado de saúde do motorista.

Avaliação psicológica para motoristas

Com base na legislação vigente e no número ainda alto de acidentes, todos os anos milhões de brasileiros são avaliados para conduzir veículos. Para quem não sabe, a avaliação psicológica é um processo que tem como objetivo conhecer melhor o avaliado. Bem como conhecer as suas características e comportamentos de forma contextualizada.

Por meio dela, os psicólogos conseguem mapear e identificar o perfil de uma pessoa. É possível, por exemplo, avaliar competências, personalidade, atenção, raciocínio e memória. No caso dos motoristas, os aspectos de mais interesse são:

  • Atenção em seus diferentes tipos, como: atenção concentrada, atenção dividida, atenção difusa;
  • Raciocínio lógico;
  • Memória;
  • Características da personalidade. Por exemplo, controle emocional, ansiedade, impulsividade e agressividade.

Com essas avaliações, torna-se possível conhecer o aspecto cognitivo do motorista, bem como os aspectos da personalidade. Afinal, já parou para pensar que grande parte dos acidentes de trânsito podem estar relacionados à dinâmica emocional do motorista? Sim, isso acontece. 

Há condutores que agem sem pensar ao avançar um cruzamento ou mesmo os que “explodem” com atitudes físicas ou verbais, xingando as outras pessoas. Quem nunca presenciou uma briga de trânsito que atire a primeira pedra, não é mesmo?

Sabendo disso, a avaliação psicológica existe para que possamos conhecer a dinâmica do motorista e, assim, realizar uma escolha certeira. No caso das empresas, uma boa opção é submeter o candidato à vaga de motorista a um teste de personalidade.

Lembrando, claro, que existem aspectos comportamentais que estão vulneráveis a mudanças no ambiente de trabalho, familiar e condições de vida. Por isso, nunca devemos deixar de lado o contexto da pessoa. 

Testes psicológicos

Os testes psicológicos, que fazem parte da avaliação, são recursos que predizem as tendências comportamentais dos indivíduos. Assim, podem auxiliar as empresas a identificar perfis aptos e não aptos para o cargo.

No caso dos motoristas, o uso de testes ajuda o psicólogo a perceber as condições mínimas para uma segura condução veicular, de forma a preservar o condutor e as demais pessoas que circulam nas ruas. E quais são essas condições?

  1. O condutor deve ter boa capacidade de percepção e atenção a fim de captar o que ocorre ao seu redor;
  2. Deve ser capaz de perceber determinada situação, sabendo interpretá-la e avaliá-la;
  3. Deve tomar decisões adequadas e fazer manobras de forma prudente;
  4. O motorista deve ter boa capacidade de resposta e precisão na performance. Ou seja, as habilidades para controlar o veículo devem estar preservadas;
  5. É preciso levar em conta os aspectos como personalidade, inteligência, motivação, experiência, memória e outros.

Podemos dizer que o objetivo dos testes quando o assunto é um possível acidente de trânsito é, claro, predizer um comportamento. Mas, além disso, eles têm como proposta atuar de forma preventiva. E, assim, diminuir o índice de acidentes. 

Os principais testes usados no trânsito são, como dito, os que avaliam atenção, inteligência, memória e personalidade. Exemplos: BPA, BFM-1, AC, BFM-4 (TACOM C e D), R-1, BFM-3, TI, TEPIC-M, BFM-2, PMK e Palográfico.

Teste de personalidade

Os testes de personalidade, em resumo, são instrumentos da área da Psicologia. A princípio, eles buscam perceber traços inatos e adquiridos de uma pessoa. Ao dizer de traços, isso diz das formas de ser, pensar e agir no mundo, de acordo com diversas situações. Um bom teste de personalidade permite ao psicólogo ou gestor de RH identificar competências, planejar e ter contratações certeiras.

Teste de personalidade MAPA

O teste de personalidade MAPA, por exemplo, é capaz de identificar riscos de acidentes por meio de dados. Então, ele pode ajudar a empresa a pensar em ações de segurança. Ao passo que também auxilia o setor de Recursos Humanos em contratações mais assertivas. Como consequência, previne a exposição ao risco.

Ele faz isso ao trazer à tona, por meio de indicadores, as características de cada um. Quais comportamentos são vistos como imprudentes? Será que tal perfil age por impulso? A pessoa em questão apresenta traços de agressividade?

O teste, que também leva em conta aspectos emocionais, é capaz de responder essas e outras questões. Isso além de verificar a disposição e o gosto da pessoa de se envolver em situações de risco. Portanto, pode ser muito útil para a tomada de decisões a respeito de o perfil estar apto ou inapto para a condução de veículos.

Quer saber mais sobre o nosso teste de personalidade, que possui amostra 100% brasileira e aprovação no CFP? Então, clique aqui

No mais, lembre-se de que todos nós podemos salvar vidas. Então, não espere o Maio Amarelo para lutar pelas vidas no trânsito. Se cada um fizer o que é correto, é possível diminuir o índice de acidentes.

Wanessa Viegas

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Leia em primeira mão

Assine nossa Newsletter

Receba nossas novidades em sua caixa de email. Não enviamos span.

Artigos Relacionados