fbpx

ONU alerta para crise de saúde mental diante da pandemia

Alertas em relação ao aumento do adoecimento mental, como a depressão, têm sido crescentes ao longo dos últimos anos. Porém, diante do cenário da pandemia, essa preocupação com a saúde mental se reafirma e é assunto da ONU.

Atentar-se à saúde e física mental é uma questão essencial. Porém, em muitos momentos, ela é negligenciada diante de contextos onde a rotina acelerada são questões superestimadas. Contudo, nem sempre são compatíveis com necessidades de cuidado básico.

Como avaliar a saúde mental?

Algumas características nos darão indícios sobre o estado de preservação da saúde mental das pessoas. Assim, a observação é o primeiro passo para uma avaliação. Partindo dela, teremos outras formas de obter esse entendimento. Por exemplo, através da testagem psicológica.

  • Indicadores de vulnerabilidade
  • traços depressivos ou ansiosos
  • entusiasmo pela vida
  • relaxamento
  • tormento
  • desânimo
  • resiliência

Esses itens poderão dizer da saúde emocional de uma pessoa. Essa avaliação mostra se a pessoa possui maiores probabilidades de entrar ou estar em sofrimento emocional. Além disso, demosntra:

  • baixos níveis de entusiasmo,
  • tristeza
  • falta de energia
  • dificuldade para descansar a mente
  • se reequilibrar frente a situações difíceis ou fora do comum.

Sabendo disso, a análise realizada por um psicólogo é o ideal. Isso caso alguns desses sinais comecem a se manifestar. Hoje, testes psicológicos, em específico testes de personalidade, podem avaliar alguns ou todos os traços. E, assim, demonstrar tendências das pessoas.

O uso da testagem é uma forma de tornar a análise mais assertiva. Porém, não substitui a necessidade de intervenção do profissional da saúde.

Por fim, essa avaliação é importante porque estabelece ações específicas em relação à necessidade da pessoa. Isso torna o processo de luta contra o adoecimento mental mais assertivo.

Saúde emocional e contexto

A princípio, vale destacar que o contexto é um fator crucial quando falamos de doença mental.  Porém, de forma geral, ele está ligado a tendências já apresentadas pelo indivíduo ao falarmos de características. Portanto, o contexto pode vir como um potencializador de uma vulnerabilidade que já existe.

Isso reforça a importância de entender a personalidade. Isso para que a partir dele tenhamos as melhores ferramentas em mãos. E, mais que isso, para que possamos trabalhar a prevenção. 

O momento da pandemia é preocupante porque atinge toda a população, sem restrições. Visto isso, estudar sobre as vulnerabilidades e pensar em formas de prevenir ou tratar o problema com mais efetividade é essencial para que não se instale também uma crise na saúde mental.

Por fim, quer saber mais sobre Saúde Emocional? Então, Acesse nosso blog e saiba mais.

Giulia Ladeira

Psicóloga e Analista Técnica na MAPA

Compartilhe:

Leia em primeira mão

Assine nossa Newsletter

Receba nossas novidades em sua caixa de email. Não enviamos span.

Artigos Relacionados