fbpx

Solidão na quarentena: os pets ajudam a reduzir este sentimento?

As medidas de isolamento e distanciamento têm provocado sentimento de solidão na quarentena de algumas pessoas. Isso principalmente em quem mora sozinho. Uma opção que tem crescido e sido muito usada  é a adoção de animais. Por exemplo, cachorros e gatos.  

Solidão na quarentena

No texto Sensação de bem-estar e felicidade frente a Pandemia, falamos que o ser humano possui necessidade de contato social. E que isso se trata de uma exigência biológica. A princípio, o contato com os animais pode amenizar e reduzir o sentimento de solidão na quarentena. Além disso, vale ressaltar que não será uma solução definitiva e eles não substituirão o contato humano. Porém, podem auxiliar a diminuir esse sentimento. 

A quarentena tem exigido que as pessoas fiquem mais tempo em casa. Isso aumenta a necessidade de ter uma companhia. Nesse contexto, o estar em casa facilita também a dedicação de mais tempo à adaptação dos pets ao novo lar.

Contudo, os animais trazem muitas responsabilidades. Antes de tomar a atitude de adotar um cachorro ou gato, por exemplo, lembre-se das necessidades que eles possuem. Prepare-se antes para atender aos cuidados que o novo pet exige.    

Os pets, além de serem companhia para seus seus donos, também ajudam na produção de endorfina. Essa, ao ser liberada, estimula a sensação de bem-estar, conforto e felicidade. Além disso, o contato com os animais favorece ainda a produção de serotonina e dopamina. Essas são responsáveis pela sensação de prazer e alegria. 

Existem outras vantagens em conviver com animais. Por exemplo, a redução do estresse e o senso de responsabilidade. Essa se manifesta através de uma série de rituais e cuidados com alimentação, higiene, passeios e, claro, atenção aos animais.

Por fim, aderir a essa rotina pode trazer-lhe benefícios. Por exemplo, o amor especial pelos animais. Então, embarque nessa aventura e garanta afetos que irão te fazer muito bem!

Mariana Bezerra

Psicóloga e Analista Técnica na MAPA

Compartilhe:

Leia em primeira mão

Assine nossa Newsletter

Receba nossas novidades em sua caixa de email. Não enviamos span.

Artigos Relacionados