fbpx

Como Big Data transformará a área de RH?

O conceito de Big Data é cada vez mais explorado no âmbito organizacional e pode mudar a forma como o RH funciona em um futuro breve. Se você ainda não ouviu falar nesse termo e não faz ideia de como isso pode impactar na gestão de pessoas, então este post é para você.

Para conhecer o conceito, suas implicações e quais os efeitos apresentados nas empresas que o implementaram, acompanhe a leitura a seguir!

Conceito de Big Data

O termo Big Data significa, ao pé da letra, Mega Dados, e configura exatamente isso: a grande quantidade de informações acumuladas na internet.

Com a utilização cada vez maior de sites, softwares e redes sociais, tanto na vida pessoal quanto na vida profissional, a coleta desses dados se fez viável e pode servir de material para as mais diversas pesquisas, análises e comparações no núcleo comportamental e psicológico das pessoas.

Influência no setor de RH

Quem se beneficia desse rico material são os setores de RH, já que, até então, a gestão de pessoas tem sido realizada por meio de técnicas padronizadas, juntamente com uma boa dose de bom senso — o que nem sempre traz resultados acertados.

O Big Data pode mudar esse cenário com relação à forma de lidar com as pessoas, baseando-se em informações sólidas. Isto é, uma simples análise de dados pode ajudar a obter um parâmetro preciso para seleção e recrutamento de novos colaboradores, por exemplo.

Pode também antecipar o efeito da abordagem dos gestores para com os colaboradores de uma empresa, otimizar sua produtividade por meio da análise das falhas dos processos e permitir uma tomada de decisão mais precisa ao promover ou demitir pessoas. O mesmo conceito pode ser aplicado na elaboração de planos e projetos de uma empresa.

Aplicação prática

Grandes empresas, dos mais diferentes setores, já utilizam o Big Data como forma de otimizar sua rotina, não somente no setor de RH, mas em todas as esferas possíveis.

A Netflix, por exemplo, utiliza o Big Data para estipular os preços de seus serviços ao redor do mundo e para realizar indicações de filmes personalizadas a casa usuário. O Walmart também utiliza um sistema que monitora o comportamento dos clientes nas lojas e nas redes sociais para tentar adequar seu atendimento.

Utilizando essa tecnologia a serviço do RH, o Grupo Votorantim passou a deixar de lado a tradicional seleção de currículos e começou a mapear e selecionar candidatos por meio de avaliações comportamentais em redes sociais, tornando possível a comparação dos ideais dos candidatos com a cultura organizacional da empresa.

Em suma, utilizar o Big Data para otimizar processos é uma tendência cada vez mais forte, não somente no âmbito organizacional, mas no dia a dia das pessoas também.

No que se refere à gestão de pessoas, especificamente, o uso das informações digitais certamente pode tornar a tomada de decisões mais eficiente, mas isso não exclui a importância do fator humano no processo. Até porque dispor de tamanha quantidade de informações e não ter sensibilidade para usá-las seria um desperdício!

Se você achou este post interessante, aproveite para conhecer 3 cuidados ao escolher um método de avaliação de desempenho!

Equipe MAPA

Time de especialistas da MAPA

Compartilhe:

Leia em primeira mão

Assine nossa Newsletter

Receba nossas novidades em sua caixa de email. Não enviamos span.

Artigos Relacionados