fbpx

Momentos de crise: quais são as habilidades necessárias?

Diante de um momento de crise é crucial cuidar de vários aspectos. Mas a nossa saúde emocional é a base de tudo. Para isso, é necessário entender quais as habilidades e ações podem nos auxiliar nessa situação.  

Frente ao atual cenário ligado à COVID -19, desde que foi decretado pela OMS (Organização Mundial de Saúde) que estamos passando por uma pandemia, muitas pessoas começaram a conviver com sentimentos desafiadores. Por exemplo, a angústia, o medo e a incerteza. 

O momento de crise trouxe junto uma sensação de vulnerabilidade, impotência e fragilidade. Juntas, elas têm feito parte do dia a dia das pessoas, ignorando idade, cultura, raça ou religião. Então, é preciso tomar cuidado e seguir as medidas recomendadas.  

Neste cenário, exercitar a adaptabilidade será importante. Isso pois novas situações irão surgir e demandar novas formas de agir. Além de pensar que a resiliência será imprescindível, visto que as pessoas estarão diante de algo fora do comum e precisam se reestruturar. Então, vale a pena manter a calma e o humor sempre que possível, não permitindo que o desespero tome conta. 

Atitudes que ajudam em momentos de crise

As atitudes que podem nos auxiliar nesse momento são: 

Cuide de você

Procure se alimentar de forma saudável. Da mesma forma, praticar alguma atividade física mesmo que dentro de casa. Se fizer algum tratamento, entre em contato com o profissional para que consigam dar andamento e não interromper. 

Tenha disposição para se adaptar

Busque ser maleável e flexível, com disposição para alterar e mudar seus hábitos e rotinas. 

Buscar conhecimento do que está acontecendo, mas com cautela

Além disso, se atente às excessivas publicações na internet e meios de comunicação. Nesse sentido, seja diligente, considere sempre os fatos e não as especulações. Busque informações em canais de órgãos oficiais ou de autoridades sanitárias de confiança. Por exemplo, Secretarias de Saúde do Estado, Município, Ministério da Saúde, Organização Mundial da Saúde. 

Mantenha contato com outras pessoas

O contato social e afetivo é importante. Marque encontros, seja usando telefone, alguma rede social ou aplicativos, com amigos, parentes, pessoas de sua confiança. E não tenha receio de buscar ajuda e apoio deles caso sinta necessidade em algum momento.

Tenha empatia, não discrimine pessoas

Seja gentil com as pessoas infectadas. O vírus não possui relação diferente com as etnias, gêneros ou classes sociais.

Seja cortês e gentil em momentos de crise

Ajudar as pessoas é uma das atitude que pode trazer grande benefício a nossa mente. Entre em contato com parentes, amigos, vizinhos e colegas de trabalho, a tecnologia é uma ótima aliada nesse momento.

Fique atento ao grupo de risco em momentos de crise

Se você faz parte do grupo de risco, redobre sua atenção e se cuide. 

Caso queira compartilhar algo seja cuidadoso 

Lembre de conferir a confiabilidade do que está compartilhando. E passe as informações de forma clara e simples.

Planeje o que você precisa fazer

Seguir uma rotina pode ser uma maneira de proteger a organização mental. Horários de trabalho, pausas, refeições, momentos de lazer e descanso.  

Lembre-se de cuidar das crianças em momentos de crise

Explique para as crianças o que está acontecendo de uma forma simples que elas consigam compreender. Apoie as crianças para que elas possam se expressar, mas respeite a forma com que as crianças fazem, seja com conversas mais claras, com desenhos ou até mesmo brincadeiras.

Por fim, essa situação é um desafio que iremos vencer e sairemos ainda mais fortalecidos. Então, aproveite para ler nosso artigo: 5 dicas para driblar a ansiedade e o tédio durante o isolamento

Mariana Bezerra

Psicóloga e Analista Técnica na MAPA

Compartilhe:

Leia em primeira mão

Assine nossa Newsletter

Receba nossas novidades em sua caixa de email. Não enviamos span.

Artigos Relacionados